História da Fazenda

História da Fazenda

A Fazenda Capão Alto foi uma das famosas paragens do movimento tropeirista e sua existência remonta ao início da colonização dos Campos Gerais. A Fazenda – antiga Sesmaria do Iapó – surgiu o primeiro assentamento que depois foi deslocado dando origem à vila de Castro.

Os condutores as tropas de mulas e de gado, originalmente conhecidos como tropeiros, utilizavam das instalações da fazenda para seu descanso em seu caminho de Viamão, no Rio Grande do Sul, a Sorocaba, em São Paulo. Na fazenda, os tropeiros encontravam, além de pasto para os animais e água abundante por conta do rio Iapó, um lugar para o reabastecimento com alimentos.

Estrutura – O complexo conta com as ruínas de uma capela (de taipa de pilão) datada de 1.740, um Casarão Colonial de 1.858, entre outras construções. A Fazenda Capão Alto foi tombada pelo Estado no início da década de 80 e está em processo de tombamento federal.

A posse da Fazenda é uma história a parte, pois esta passou da aristocracia paulista, aos religiosos Carmelitas, proprietários rurais paraenses e imigrantes holandeses.

Hoje, a Fazenda é regida por um plano diretor e conta com projetos aprovados junto ao Ministério da Cultura.