Espaço Cultural simboliza nova fase da Fazenda Capão Alto

Espaço Cultural simboliza nova fase da Fazenda Capão Alto

A Fazenda Capão Alto, localizada em Castro (PR), promoveu a abertura oficial de seu Espaço Cultural na última sexta-feira, dia 17 de outubro. O evento integra um plano de ação anual, que inclui ainda o estudo do sítio arqueológico, implantação do Projeto Guia de Turismo e publicação de Informativo Cultural com periodicidade anual.

A abertura contou com um público convidado de mais de 70 pessoas, entre agentes culturais do setor público e privado, representantes de empresas e organizações dos Campos Gerais, pessoas de órgãos públicos como a Prefeitura de Castro e o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, além de apoiadores do projeto, como a Rede Condor de Supermercados e a Sanepar.

A cerimônia incluiu a apresentação do Coral do Centro de Atendimento à Criança Jardim Colonial, que cantou o Hino do município de Castro. Após o discurso de personalidades presentes, como a proprietária Elisete Petter e o superintendente do IPHAN José La Pastina Filho, o padre Silvestre abençoou o projeto na capela do casario, consagrada à Nossa Senhora do Carmo.

Integrando o evento, ocorreu a inauguração da Exposição Rodas do Tempo, a primeira mostra que a Fazenda Capão Alto desenvolve. Disposta ao longo dos cômodos do casario, em cada sala o visitante depara-se com um capítulo da história da Fazenda, de Castro e dos Campos Gerais. “Todos ficamos emocionados por ver um patrimônio tão importante ser alvo de cuidado e dedicação”, contou José La Pastina Filho, que disse ainda que a Fazenda Capão Alto começa agora uma nova fase que será coroada de sucesso.

Para o vice-prefeito de Castro, Marcos Bertolini, a Exposição agregou valor ao prédio e permite que o visitante adquira conhecimento sobre a Fazenda, a região e seu impacto nacional, afinal o local como bem tombado possui seu valor histórico dentro do cenário brasileiro. “Outro aspecto importante demonstrado nesse evento, é a viabilidade da participação privada em relação a bens históricos, aproveitando um patrimônio tombado para torná-lo ainda um atrativo turístico”, ressaltou Bertolini.

“Nesta etapa do projeto pretendemos contar com o apoio do empresariado local de Castro e região, onde os benefícios da Fazenda Capão Alto são realmente percebidos”, apontou o curador da Fazenda Capão Alto, Fábio André Chedid Silvestre. Esta fase do projeto é patrocinada com recursos da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, do Governo Federal.

A Fazenda Capão Alto conta com algumas empresas apoiadoras e patrocinadores que viabilizam a execução do plano de ação anual, entre elas a Rede Condor de Supermercados, Sanepar, Vapza Alimentos e Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). “A Fazenda Capão Alto é um bem histórico e natural e o Condor busca apoiar projetos importantes como esse”, declarou Elaine Munhoz, diretora de marketing da Rede Condor.